Browse Month: maio 2016

Temer está consternado com estupro de adolescente e prepara medidas, afirma deputado

Temer falou sobre a intenção de criar um departamento da Polícia Federal simular à delegacia da mulher para casos específicos
Dorivan Marinho/LatinContent/Getty Images

O presidente interino, Michel Temer, está “consternado” com o estupro coletivo sofrido por uma menor, de 16 anos, no Rio de Janeiro, e acompanha de perto o caso, juntamente com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

A afirmação foi dada pelo deputado Rogério Rosso (PSD-DF), que se encontrou com Temer, no Jaburu, no início da tarde. Segundo o parlamentar, o presidente em exercício fez um comentário rápido sobre o assunto e reafirmou a intenção do governo de anunciar um conjunto de ações no início da próxima semana.

Rosso afirmou que Temer não entrou em detalhes sobre quais seriam essas medidas, mas que seriam ações voltadas para a defesa da mulher.

Na última sexta-feira (27), o governo anunciou que o ministro da Justiça convocou para a próxima terça (31) uma reunião com os secretários de Segurança Pública de todo o País para tomar medidas efetivas de combate à violência contra a mulher.

Além disso, o presidente interino falou sobre a intenção de criar um departamento da Polícia Federal assim como a delegacia da mulher que criou na Secretaria de Segurança Pública do governo Montoro, em São Paulo. A ideia é que esse departamento coordene ações em todo o País.

Questões econômicas

No encontro com Rosso, Temer ainda se mostrou preocupado com questões econômicas, como o desemprego e o rombo nas contas públicas, segundo relato do deputado. Além disso, de acordo com Rosso, Temer considera fundamental a aprovação da DRU (Desvinculação de Receitas da União).

Powered by WPeMatico

Cunha chama Dilma de mentirosa e afirma que ela demonstra ‘incapacidade e despreparo para governar’

Cunha finalizou sua série de publicações dizendo “tchau, querida”
Antônio Cruz/16.04.2015/Agência Brasil

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ, usou sua conta no microblog Twitter para criticar a presidente afastada, Dilma Rousseff. Em uma série de oito postagens, Cunha disse que ela foi responsável por uma gestão desastrosa.

— Além da arrogância e das mentiras habituais, ela [Dilma] demonstra a sua incapacidade e despreparo para governar […] Além do crime de responsabilidade cometido e que motivou o seu afastamento, as suas palavras mostram o mal que ela fez ao País.

Segundo peemedebista, sua manifestação por meio da rede social foi feita em resposta a entrevista concedida pela presidente afastada ao jornal Folha de S.Paulo. Na publicação, Dilma afirma que “Cunha é a pessoa central do governo Temer”.

Leia mais notícias de Brasil e Política

No Facebook, Dilma diz que vai usar gravações em sua defesa no Senado

Nas publicações, Cunha ainda acusou Dilma de ser mentirosa e de enganar a população.

— Se até o Lula se arrependeu de ter escolhido ela, imaginem aqueles que ela fez de idiota, mentindo na eleição.

Cunha também afirma que a reeleição da presidente custou mais de R$ 1 trilhão ao “povo brasileiro”. De acordo com as contas do deputado, o valor equivale a R$ 303 bilhões do déficit público e R$ 700 bilhões de juros da dívida.

— Com o descontrole das contas públicas, aumenta a inflação e a despesa de juros da dívida pública. A sua gestão foi um desastre.

Na última postagem, o peemedebista se despede da presidente com “apenas uma frase”: “tchau, querida”. O bordão foi muito pronunciado durante a votação do impeachment da Câmara dos Deputados.

Acompanhe todo o conteúdo da Rede Record no R7 Play


Reprodução/Twitter


Reprodução/Twitter


Reprodução/Twitter

Powered by WPeMatico

Temer volta a Brasília após fim de semana em SP

Michel Temer voltou para Brasília por volta das 15h30 deste domingo (22)
Valter Campanato/ Agência Brasil

O presidente interino Michel Temer embarcou hoje (22) de São Paulo para Brasília por volta das 15h30. Temer estava na capital paulista desde sexta-feira (20). A Agência Brasil não conseguiu confirmar com a assessoria do presidente interino o motivo do retorno a Brasília no meio da tarde.

Uma manifestação contra o governo Temer, organizada pela Frente Povo Sem Medo, começou por volta das 14h no Largo do Batata, na zona oeste de São Paulo, e de lá seguiu em uma caminhada de cerca de 3 quilômetros até a casa do presidente interino. Os manifestantes iniciaram a caminhada por volta das 15h45, quando Temer já havia embarcado para Brasília.

Ontem (21), o presidente se reuniu com os ministros do Planejamento, Romero Jucá; e da Fazenda, Henrique Meirelles; e com o secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, para fechar o pacote de medidas para aumentar a arrecadação e reduzir as despesas públicas, que deve ser anunciado esta semana. Após o encontro, Jucá disse que não há previsão de aumento de impostos no curto prazo.

Segurança de Temer fecha vias de acesso à sua casa em São Paulo

Amanhã (23), o Temer irá ao Congresso Nacional entregar pessoalmente a proposta de nova meta fiscal para este ano, com previsão de déficit de R$ 170,5 bilhões. Após apresentar a proposta ao Congresso, o presidente interino dará uma entrevista coletiva, a primeira desde que assumiu a Presidência da República.

Leia mais notícias sobre R7 Brasil

Experimente: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

Powered by WPeMatico

Segurança de Temer fecha vias de acesso à sua casa em São Paulo

Medida pegou os vizinhos de surpresa, os quais só podem entrar se apresentarem R.G
REUTERS/Ueslei Marcelino

Temendo uma manifestação contra o governo marcada para esse domingo (22), a segurança do presidente em exercício Michel Temer (PMDB) fechou todas as vias de acesso à rua onde ele mora, no bairro Alto Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Segundo soldados da PM (Polícia Militar), o local foi transformado em “área de segurança presidencial”.

A PM montou barreiras de bloqueio e reforçou o efetivo na altura da praça Vila Lobos. Os moradores só podem entrar se apresentarem o número do R.G.

No dia 21 de abril, Temer enfrentou uma manifestação em frente a sua residência, quando um grupo de 60 manifestantes pegou a segurança de surpresa.

Na ocasião, poucos agentes estavam no local quando chegou um ônibus com os ativistas, por volta das 7hs. Após o evento, Temer voltou para Brasília e houve um reforço da segurança, que colocou barreiras de contenção em frente a casa.

A manifestação de hoje, que foi convocada pela internet, está prevista para começar no Largo da Batata e seguir em passeata até a rua de Temer.

Leia mais notícias sobre R7 São Paulo

Experimente: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

Powered by WPeMatico

Temer se reúne hoje com centrais sindicais para discutir novas regras para aposentadoria

Ministro da Fazenda defendeu a criação de uma idade mínima para aposentadoria
app

O presidente interino, Michel Temer (PMDB), se reúne nesta segunda-feira (16) com membros de centrais sindicais para discutir possíveis mudanças nas regras da Previdência Social. Estão confirmados para o encontro a Força Sindical, a UGT (União Geral dos Trabalhadores), a CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e a Nova Central Sindical dos Trabalhadores.

Participarão também do encontro, marcado para acontecer às 15h, no Palácio do Planalto, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e da Casa Civil, Eliseu Padilha. Na última sexta-feira (13), Meirelles defendeu a criação de uma idade mínima para aposentadoria.

— O caminho está claro: idade mínima com regra de transição. E essa transição não pode ser nem muito longa e nem muito curta. Quem está contribuindo no futuro vai receber aposentaria como deveria. Com o crescimento da população e da idade média dos brasileiros, o crescimento da Previdência é insustentável no longo prazo, precisamos controlar isso.

Leia mais notícias de Brasil e Política

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

A fala do novo ministro da Fazenda, que agora comanda também a Previdência Social, gerou mal estar junto às centrais sindicais. O presidente da Força Sindicas, deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), afirma que quer ouvir as propostas de Temer e “acertar procedimentos”. Ele ressalta que não aceitará alterações na idade mínima para aposentadoria de quem já estiver trabalhando.

— Se for para discutir para quem começa a trabalhar agora, até é possível. O jovem que começa a trabalhar agora vai viver 100 anos e é possível trabalhar um pouco mais.

Após a reunião com as centrais sindicais, Temer recebe o ministro da Educação, Mendonça Filho, ás 16h. O tema da conversa não foi declarado pelo Presidência.

Ministro da Fazenda defende nova idade mínima para aposentadoria

Powered by WPeMatico

Quina passa a premiar apostador que fizer dois acertos a partir desta segunda-feira

Quina também vai introduzir as apostas múltiplas combinadas
Elza fiúza/01.10.2012/ABr

Além de ganhar quem acerta cinco, quatro ou três números, a partir desta segunda-feira (16), a Quina também vai premiar quem fizer dois acertos, o chamado duque.

Outras novidades na modalidade são o aumento da quantidade de números que podem ser apostados, de sete para 15, e as cotas no Bolão, que dobraram de até 25 para até 50.

A Quina também vai introduzir as apostas múltiplas combinadas. Nelas o apostador paga pela quantidade de apostas efetuadas e recebe as premiações de forma proporcional à quantidade de apostas efetivadas.

Powered by WPeMatico

Novo distrito de Bento Rodrigues será erguido até março de 2019

Barragem da Samarco se rompeu em 5 de novembro do ano passado
Corpo de Bombeiros

A Samarco tem até março de 2019 para concluir a construção do novo distrito de Mariana que abrigará as cerca de 230 famílias que moravam em Bento Rodrigues, destruído pela lama que vazou da barragem da empresa que se rompeu em 5 de novembro do ano passado.

O prazo está previsto no acordo fechado entre a empresa, suas duas controladoras – Vale e BHP Billiton – o governo federal e Estados para aporte estimado em R$ 20 bilhões para recuperação ambiental e sócio-econômico de atingidos pela tragédia.

No sábado (7), os antigos moradores de Bento Rodrigues escolheram em votação a área em que o novo distrito será construído. O local fica a oito quilômetros da sede do município. A área é conhecida como Lavoura e pertence à siderúrgica ArcellorMittal e será adquirida pela Samarco. Conforme a empresa, o próximo passo será a elaboração de plano urbanístico para a nova vila.

A escolha do terreno aconteceu a partir de critérios como disponibilidade de água e condições adequadas para plantio. Conforme levantamento feito pela força-tarefa montada pelo governo de Minas para avaliar a tragédia, o impacto financeiro da queda da barragem da Samarco aos municípios atingidos é de R$ 1,2 bilhão. Os cálculos foram anunciados em fevereiro.

Powered by WPeMatico

Lula afirma que "jogo não acaba" com aprovação do impeachment no Senado

Para Lula, o virtual início do governo Michel Temer não vai significar a volta da estabilidade política
Juca Varella/18.03.2016/Agência Brasil

Depois de conversar com inúmeros senadores e agentes políticos na semana passada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou de Brasília convicto de que “o jogo não acaba” com a possível admissibilidade do processo pelo Senado e o consequente afastamento da presidente Dilma Rousseff, na próxima quarta-feira (11).

Lula tem dito a interlocutores que, ao contrário das avaliações iniciais, o virtual início do governo Michel Temer (PMDB) não vai significar a volta da estabilidade política, como apregoam os aliados do vice-presidente, e que as turbulências devem continuar até as eleições de 2018.

“Ele tem convicção de que não vai parar por aqui. Aquela ideia que tentaram passar de que a votação na Câmara representava uma nova hegemonia estável no Congresso e no País e de que o jogo acabou não existe”, afirmou um interlocutor do ex-presidente.

A avaliação do petista está lastreada nas conversas que teve com senadores ao longo da semana e em pesquisas quantitativas e qualitativas às quais teve acesso. Segundo os levantamentos, houve uma mudança de percepção por parte da população desde a votação na Câmara. Na Região Nordeste, o número de pessoas contrárias ao impeachment hoje é maioria. No Sudeste, ainda predomina a defesa do afastamento de Dilma, mas o volume de eleitores contrários ao processo aumentou.

Lula sabe que isso não será suficiente para mudar os votos dos senadores até quarta-feira e admite que o afastamento de Dilma é inevitável, mas vê, hoje, um quadro menos desfavorável ao PT, com possibilidades de recuperação até 2018, quando deve voltar a ser candidato, e não descarta uma reviravolta na votação do mérito dentro de até 180 dias.

Segundo um aliado do ex-presidente, a situação melhorou, mas não existe um “entusiasmo” por Dilma. “Se a situação econômica fosse melhor, haveria”, disse.

Opinião pública

Nas conversas com Lula senadores confirmam que vão votar a favor do impeachment embasados em pesquisas de opinião, pressão da “opinião pública cristalizada” e de setores do empresariado contrários ao PT, mas teriam se mostrado sensíveis às mudanças de conjuntura.

Lula tem evitado comentar o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A quem pede reuniões para tratar do assunto, Lula diz que aceita, “mas não vai ser hoje”, e se mantém em silêncio. “Tem um aspecto especulativo se Lula começar a opinar sobre este tema”, avaliou um aliado.

No entorno do ex-presidente, a percepção é de que a saída de Cunha tem aspectos positivos para Temer, mas embaralha ainda mais um quadro político considerado “esquisito”.

Embora avalie que houve uma mudança para melhor da situação desde a votação na Câmara, Lula ainda mostra ter muitas dúvidas sobre os próximos passos e a ausência de uma estratégia de ação. “Vamos avaliando as coisas conforme elas acontecem. Tem pelo menos uns dois ou três anos que tudo o que acontece no Brasil ninguém prevê. Desde aquelas manifestações de 2013”, disse um auxiliar do ex-presidente.

Uma das poucas certezas é que depois do “show de horror” protagonizado pelos deputados durante a votação do impeachment, no dia 17 de abril, a rejeição do eleitorado ao PT se espalhou para toda a classe política.

Aliados de Lula, também com base em pesquisas, afirmam que iniciativas como a realização de novas eleições ou de um plebiscito pela reforma política hoje têm ampla maioria na sociedade, mas a falta de apoio entre movimentos sociais e setores do PT é um obstáculo.

O ex-presidente está à procura de uma bandeira. Na sexta-feira, o PT lançou a campanha “Não ao Golpe e Fora Temer”, mas o próprio partido a considera insuficiente.

Powered by WPeMatico

Delcídio diz que foi explorado para benefício de terceiros

Nas alegações finais apresentadas ao Conselho de Ética do Senado, onde responde a processo de cassação por quebra de decoro parlamentar, o senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) disse que foi “explorado para benefício de terceiros”, citando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os advogados pedem que o processo seja anulado e indicam suspeição de senadores que compõem o colegiado.

 

O julgamento no conselho está previsto para esta terça-feira (3), mas um adiamento é possível, já que as discussões no Senado têm sido dominadas pelo processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No documento de 155 páginas, os advogados defendem que não há provas contra o parlamentar.

 

“A única frágil base probatória é um documento, além de apócrifo, anônimo”, afirma a defesa, em referência à gravação feita pelo filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró, em reunião com Delcídio, na qual o senador revelava plano para conseguir um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para tirar Cerveró da prisão e enviá-lo para fora do País.

 

Foi essa gravação que levou Delcídio à prisão em novembro do ano passado, sob a acusação de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato. Em fevereiro, a prisão preventiva foi revogada.

 

“Delcídio Amaral foi explorado para benefícios de terceiros: de um lado, de Lula para proteger a família do amigo Bumlai; de outro lado, de Bernardo Cerveró, que o atraiu por truques cênicos para criar a “cama de gato” e conseguir o trunfo da sua colaboração do pai”, diz a defesa.

 

O documento pede que seja declarada a suspeição do relator senador Telmário Mota (PDT-RR)e de todos os integrantes do Conselho que publicamente anteciparam juízos de valor sobre o mérito da causa em julgamento.

 

O Instituto Lula informou que o ex-presidente já esclareceu, em depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República, que não praticou qualquer ato objetivando interferir na Operação Lava Jato. O senador Telmário Mota disse que vai se posicionar de maneira formal na terça-feira. Sobre a suspeição, informou que foi escolhido relator por meio de sorteio e será imparcial. Bernardo Cerveró e José Carlos Bumlai não foram localizados.

Powered by WPeMatico

Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

Para Cunha, reajuste “é mais uma enganação do governo”
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Desafeto da presidente Dilma Rousseff (PT) e aliado do vice-presidente Michel Temer, o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), classificou o reajuste nos benefícios do programa Bolsa Família como uma “irresponsabilidade fiscal”.

— Dilma quebrou o País e agora está aumentando o buraco.

O peemedebista rebateu a afirmação do governo de que o aumento já estava previsto no Orçamento de 2016. Para ele, as receitas não existem na peça orçamentária.

— É mais uma enganação do governo.

Cunha ressaltou que o Palácio do Planalto conta até com arrecadação inexistente da CPMF, que não está aprovada.

O parlamentar disse que a proposta de mudança da meta fiscal deste ano não foi sequer aprovada pelo Congresso.

— É uma irresponsabilidade isso, até porque nem se sabe se aprovará a mudança de meta. Executar isso sem aprovar a alteração pode significar novo crime de responsabilidade.

Imposto de Renda

Sobre a correção de 5% na tabela do Imposto de Renda, Cunha disse que a mudança ainda depende de aprovação do Legislativo. O deputado indicou que não vai atrapalhar a tramitação da proposta na Câmara.

— Colocarei para votar, como sempre coloquei todas as matérias do poder Executivo.

Experimente: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

Powered by WPeMatico