Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB) farão 2º turno no AM

Eduardo Braga (PMDB) e Amazonino Mendes (PDT) foram os mais votados no 1º turno

Eduardo Braga (PMDB) e Amazonino Mendes (PDT) foram os mais votados no 1º turno
Montagem/R7/Folhapress

Os candidatos Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB) foram os mais votados no 1º turno das eleições suplementares do Amazonas neste domingo (6) e, por isso, farão o 2º turno no próximo dia 27 de agosto.

Com 99,61% das urnas apuradas, Amazonino foi o preferido da população amazonense, uma vez que conquistou 38,79% dos votos válidos — o que corresponde a 576.131 votos.

Braga foi o segundo colocado, ao conquistar 25.26% dos votos — o equivalente a 375.194 votos.

Rebecca Garcia (PP) ficou na terceira colocação, com 18,08% da preferência; José Ricardo (PT) foi o quarto colocado, ao faturar 12,20% do total de votos válidos; Luiz Castro (Rede) ficou com o quinto lugar, com 2,64%.

Completam a lista Wilker Barreto (PHS), que teve 1,52%; Marcelo Serafim (PSB), que faturou 1,27%; e Jardel (PPL), que conquistou 0,23%.

A abstenção ficou em 24,32%, o que corresponde a 567.223 pessoas que deixaram de votar neste domingo.

Candidatos

Amazonino Mendes nasceu no Amazonas e é formado em Direito. Iniciou sua vida política em 1983, quando foi eleito prefeito de Manaus. Foi eleito para o cargo mais duas vezes, em 1993 e em 2009.

Por três vezes, também foi governador do Amazonas. Em 1991 e em 1992 foi senador. O vice de Amazonino é o deputado estadual Bosco Saraiva, do PSDB.

O senador Eduardo Braga nasceu em Belém, no Pará, e é engenheiro. Foi eleito vereador em 1983.

Já foi deputado estadual e federal, governador do Amazonas em dois mandatos e vice-prefeito de Manaus. É senador desde 2011. O vice de Braga é Marcelo Ramos, do PR.

Por que eleições agora?

Em maio de 2017, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu cassar o mandato do então governador do Amazonas, José Melo (PROS), e do seu vice, José Henrique de Oliveira, por terem comprado votos na Eleição 2014.

Na ocasião, a Corte Eleitoral determinou ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) que realizasse nova eleição direta para os cargos. O primeiro turno foi realizado neste domingo.

Powered by WPeMatico